Idea HLX 1.8, Peugeot 206 SW e Fit LXL CVT

 

         Um dia para se rever velhos conceitos, principalmente sobre dois veículos testados, o Idea e o Fit. Falo isso por que, no caso do Idea, tive uma impressão não muito agradável ao dirigir a versão com motor 1.4 flex do modelo, e no caso do Fit, por ser um carro que até então, não me despertava grande interesse ao vê-lo nas ruas, embora sempre tivesse a curiosidade de saber como era seu comportamento dinâmico, já que ele é campeão de satisfação dos seus proprietários, segundo a revista Quatro Rodas. Já a 206 SW é um caso a parte, carro família e eficiente no dia a dia, ou seja, um "pau pra toda obra", como já dito, familiar mas com uma leve pitada de esportividade na versão 1.6 16v 

 

Idea 1.8 HLX

 

Bom, como diria o velho e maquiavélico “Jack”, vamos por partes. Alguns dias atrás tive a oportunidade de dirigir, naqueles test drives ridículos de autorizadas, o Idea 1.4, que em uma primeira impressão, pareceu ser um carro com uma ergonomia interna um tanto estranha, e o motor 1.4 insuficiente para ele. E aí é que eu chamo de ridículo e ineficaz os test drives que as revendas oferecem aos seus clientes. O motor 1.4 anda bem, mas se exigido, o que já acarreta em um maior consumo de combustível, embora tenha um ótimo isolamento acústico do seu interior, não deixando os ruídos do motor invadirem o habitáculo do carro. Mas voltando ao test drive, saí da revenda com uma impressão errada do Idea, pois ao dirigir aquele carro em um trajeto muito mais longo em estradas e mesmo dentro da cidade, e mesmo sendo o exemplar testado, 1.8, percebi que a ergonomia do carro é ótima, e, além disso, um carro muito gostoso de dirigir.

Na estrada, pode se andar em elevadas médias de velocidade com total tranqüilidade, pois a estabilidade direcional dele é algo muito difícil em um carro como de seu porte, ou seja, alto e com um curto entre eixos. O motor 1.8 é um caso a parte no Idea. Empurra o carro com uma facilidade incrível, tanto em alta quanto em baixa rotação, o quer torna o carro muito agradável de se conduzir em qualquer situação. Som espetacular com MP3 e um sub woofer que por alguns momentos, se fez passar como uma simples caixa de ferramentas dentro do porta malas. Mas só depois de ver de onde saia aqueles graves fortes é que fui ver que existia um falante de graves na parte superior da caixa de rodas traseira esquerda. Muito discreto, mas super eficiente.

Outro detalhe do Idea é um retrovisor interno que tem como finalidade cuidar quem está no banco traseiro do carro, ma que na verdade, pode ser usado como um 4º retrovisor dentro do carro e que abrange justamente o ponto cego do retrovisor direito, uma verdadeira mão na roda, já que o retrovisor “original” é um pouco prejudicado pela pequena área da traseira do carro (vidro e os encostos traseiros de bancos). Resumindo, mais um excelente produto da Fiat e que um contato mais prolongado me fez ver que é um carro espetacular pra quem procura um carro gostoso de conduzir, ágil e que se torna extremamente prático no seu uso diário, tanto na cidade quanto em viagens com a família, sem contar o estilo do carro... Estranho a uma primeira olhada, mas muito atraente depois que se acostuma com ele.


 

[ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sul, PORTO ALEGRE, Homem, de 26 a 35 anos